Blog

Guia básico de impostos para pequenas empresas - EM: Insights

Em: Insights Comentários: 0 Autor: Gabriel Data: 07 Jul 2016
impostos

Guia básico de impostos para pequenas empresas

 

O empreendedor iniciante deve sempre atentar aos tributos e impostos cobrados em cima de seu produto. Quando se abre um negócio, ele começará por baixo. No que tange produto, lucro, entrada, saída… Para um melhor cálculo (e mais preciso) ao fim do mês, é necessário saber tudo aquilo que deve ser debitado.

Existem diversos impostos que o empreendedor deverá ter conhecimento antes de investir em seu novo negócio. Saber o que se deve gastar antes de se investir é fundamental para o sucesso do novo negócio. Os tributos reúnem seis tributos federais (IRPJ, IPI, Cofins, CSLL CPP e PIS/Pasep), um tributo estadual (ICMS) e um tributo municipal (ISS).

Neste pequeno Guia básico de impostos e tributos de um pequeno empreendedor, confira um pouco sobre cada um destes impostos a serem pagos pelo novo negócio que mira o sucesso e a saúde financeira da empresa.

IRPJ (Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas): Imposto federal arrecadado sobre a arrecadação da empresa.
IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados): Imposto que incide sobre produtos nacionais ou estrangeiros.
Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social): Alíquotas variando entre 3 a 7,6% em cima do faturamento mensal.
CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro): Apuração e pagamento incididos sobre o lucro real, sendo este presumido ou arbitrado. Compelido pela Receita Federal.
CPP (Contribuição Previdenciária Patronal): Valor pago a Previdência Patronal, com o intuito semelhante de contribuição ao INSS (que no caso refere-se a pessoa física).
PIS/Pasep (Contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público): Variando sobre 0,65% e 1,65% sobre o faturamento mensal da empresa, seja privada, pública ou de economia mista.
ICMS (Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicações): Imposto estadual pago pela circulação de mercadorias, transportes intermunicipais e interestaduais e sistemas de comunicação. Alíquotas variam conforme o estado, ficando 75% para o governo estadual e 25% repassados aos municípios.
ISS (Imposto sobre Serviços): Variando de município para município, é cobrado através da receita mensal do contribuinte.

Por esse motivo, antes de abrir seu negócio, informe-se acerca dos tributos que devem ser pagos ao longo da existência da empresa, para que a surpresa não seja descoberta no primeiro contracheque ao fim do mês.

Agora que você conhece um pouco melhor os impostos para pequenas empresas que tal inscrever-se em nossa newsletter e ser o primeiro a saber das novidades que irão surgir no ERP Task?

Como a análise do fluxo de caixa ajuda na tomada de decisão da empresaQual a diferença entre Simples, Lucro real e Lucro presumido?

Deixe um comentário