Blog

Utilizando os relatórios, na prática, para tomar decisões - EM: Insights

Em: Insights Comentários: 0 Autor: Gabriel Data: 30 Aug 2016
relátorios

Utilizando os relatórios, na prática, para tomar decisões

 

As decisões em uma empresa nem sempre podem ser tomadas baseadas somente em achismos e suposições. Mesmo nas organizações pequenas, é necessário seguir critérios para decidir o que precisa ser aprimorado e onde as mudanças se fazem necessárias. É por essa e outras razões que, cada vez mais, empresas vêm aderindo ao sistema ERP.

Através das informações referentes aos diversos setores da empresa, lançadas no sistema, é possível gerar relatórios que permitem a visualização de dados de diversos ângulos e assim, fica mais fácil acertar nas decisões tomadas. Isso representa uma grande inovação para o empreendedorismo moderno, pois vivemos em uma época onde qualquer erro de planejamento pode ser desastroso para a instituição. E todos os envolvidos acabam pagando a conta pelos erros internos da administração.

relatorios

Com os relatórios produzidos no sistema, é possível visualizar dados reais e confrontá-los com informações de outros momentos e/ou produtos. Dessa forma, a análise consiste em comparações e projeções que levarão a uma expectativa quanto aos resultados, de acordo com a decisão que será tomada. Quando falamos em produtos, por exemplo, através desses dados é possível entender quais são os campeões em vendas, se é necessário reforçar a equipe e se vale a pena continuar produzindo determinados itens. Já parou para pensar em como as empresas tiram da linha produtos que têm pouca demanda? Pois bem, essa decisão só pode ser tomada após uma análise detalhada de relatórios internos.

Estoque, despesas e fluxo de caixa também são itens relevantes que devem ser devidamente acompanhados. Afinal, é imprescindível saber o que está acontecendo com as finanças da empresa para definir se as estratégias aplicadas estão, de fato, funcionando. Se o acompanhamento for devidamente realizado, a probabilidade de ser pego de surpresa por eventos não muito agradáveis torna-se pequena, pelo simples fato de que, sabendo para onde as coisas caminham, é possível tomar uma decisão e mudar o rumo delas, antes que elas corram de vez para o lado errado e os resultados tornem-se irreversíveis. É necessário fazer algo enquanto há tempo para isso, e a função dos relatórios é exatamente esta: permitir que a ação seja tomada na hora certa.

Agora que você conhece um pouco melhor sobre os relatórios que tal inscrever-se em nossa newsletter e ser o primeiro a saber das novidades que irão surgir no ERP Task?

Como (e porquê) fazer o fechamento de caixa da sua empresaComo desenvolver um orçamento empresarial para o seu negócio?

Deixe um comentário